Números apresentados mostram a reação e a expectativa de que as expectativas de um bom ano estão se confirmando.

Segundo o INDA- Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço os processadores e distribuidores de aço apresentaram bom desempenho no mês de janeiro.

Como tem acontecido ao longo da história da instituição há um represamento de demanda natural no mês de dezembro, por conta das festas natalinas e do final do ano e esta acomodação acontece nos primeiros meses do ano seguinte.

Com esta explicação as vendas de aços planos em janeiro contabilizaram alta de 10,4% quando comparada a dezembro, atingindo o montante de 279,4 mil toneladas contra 253,2 mil. Sobre o mesmo mês do ano passado, quando foram vendidas 265,3 mil toneladas, registrou alta de 5,3%. Já esta alta registrada em relação ao mesmo mês do ano passado, significa que o ambiente de negócios dá sinais de melhora e as expectativas de crescimento em 2020, são verdadeiras.

Já as compras das usinas produtoras registraram alta de 2,1% perante dezembro, com volume total de 297,3 mil toneladas. Frente a janeiro do ano passado (289,7 mil ton.), apresentou alta de 2,6%. Esta informação bate com a estatística do Instituto Aço Brasil que afirma ter aumentado as vendas para o mercado interno.

Com este movimento os estoques fecharam em alta de 2,2% em relação ao mês anterior, atingindo o montante de 818,1 mil toneladas. O giro dos estoques fechou em baixa com 2,9 meses. Outrora o número considerado ideal era de 2,7 meses.

Outro indicador que disparou foram as importações que registraram no mês de janeiro alta de 97,6% em relação ao mês anterior, com volume total de 106,2 mil toneladas. Comparando-se ao mesmo mês do ano anterior (88,8 mil ton.), as importações registraram alta de 19,6%.

Com isso o consumo aparente também deve ter crescido. Apesar de não divulgado o aquecimento da economia e o incremento das atividades torna este indicador importante para efeito de avaliação.

Fonte: Inda