Segundo dados divulgados pela Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores no ultimo mês de outubro foram emplacadas 3.407 unidades importadas por suas associadas, ante as 2.845 unidades licenciadas no mês anterior, registrando uma alta de 19,8%. No entanto, no acumulado do ano ainda há registro de queda, de 8,9%. São 28.451 unidades contra 31.246 unidades do ano passado.

 As quinze marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 3.407 unidades, anotaram em outubro último crescimento de vendas de 19,8% em relação a setembro de 2019, quando foram vendidas 2.845 unidades importadas. Ante outubro de 2018, quando foram comercializadas 3.484 unidades, a retração é de 2,2%.

O desempenho positivo de 19,8% em outubro último fez decrescer o índice negativo do acumulado dos primeiros dez meses do ano. A queda no ano caiu de 9,8% para 8,9%. Embora o setor tenha anotado tendência mensal de alta, a dois meses do final de 2019, a estimativa de vendas para o ano – já revisada em julho último - de 40 mil unidades, foi mantida em 35 mil unidades.

De outra parte, as quatro montadoras associadas à entidade que produzem veículos localmente mantêm taxa de crescimento de 38,4% no acumulado, passando de 19.039 unidades licenciadas nos primeiros dez meses de 2018 para 26.358 unidades em igual período deste ano.

No segmento de importados, as cinco marcas que mais venderam, em outubro, foram a Kia Motors (990 unidades / +50%), Volvo (721 / +21,2%), BMW (619 / +34,3%), Land Rover (246 / -2,4%), e Jac Motors (195/ -3,9%).

Entre as associadas com produção nacional - BMW, CAOA Chery, Land Rover e Suzuki -, em outubro último, o emplacamento de 3.471 unidades representou alta de 17,9% em relação a setembro de 2019, quando totalizaram 2.944 unidades e significaram alta de 36% ante outubro de 2018, quando anotaram 2.553 unidades.

Por marcas, a CAOA Chery, com 2.194 unidades emplacadas, registrou alta de 26,2% ante setembro de 2019; a BMW, com 832 unidades, alta de 1,2%; a Land Rover, com 291, alta de 23,8% e a Suzuki, com 154 unidades licenciadas, queda de 4,1%.

Somados os emplacamentos de unidades importadas e produzidas localmente, o ranking das cinco marcas, por volumes, aponta, a CAOA Chery com 2.194 unidades (só nacionais), a BMW com 1.451 unidades (832 nacionais + 619 importados), a Kia Motors com 990 veículos (só importados), a Volvo com 721 unidades (só importados), e Land Rover com 537veículos (246 nacionais e 291 importados).

Participações – Em outubro último, ao considerar somente os veículos importados por associadas à entidade – total de 3.407 unidades -, o setor significou marketshare de 1,41%. Com 6.878 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa foi de 2,85% do mercado total de autos e comerciais leves (241.175 unidades).

Fonte: SB 191119 logo abifa