Como tem sido tradição, após o Carnaval é o momento em que as atividades empresariais começam a “pegar no breu”, ou a deslanchar efetivamente no Brasil. Contudo, nunca acreditamos muito nessas afirmações, que mais parecem folclore popular.

A verdade é que entramos num ano que pode ser “mágico” para todos nós, brasileiros. Após amargarmos um período obscuro – com a retração total de investimentos, PIB negativo, inflação descontrolada, controle irresponsável de preços sobre itens fundamentais como combustíveis e energia e, principalmente, com a quebra de confiança por parte dos empresários que se retraíram e suspenderam todos os seus investimentos –, eis que surge uma nova oportunidade, mais robusta e consistente.

Por que um “Ano Mágico”? Porque os indicativos apontam para uma nova realidade no Brasil. A inflação está sob controle, os juros chegaram ao menor patamar de toda a história, as projeções de crescimento do PIB indicam que devemos esperar algo entre 2% a 3%, quando, há dois anos, esse percentual era negativo. A taxa de desemprego vem caindo, o consumo no varejo vem aumentando, e por aí vai.

Na data em que concluíamos o texto deste Editorial, o IBGE divulgava o IPCA-15, o índice que determinará a inflação do mês de janeiro, que ficou em 0,22%, a menor pontuação para o mês de janeiro desde 1994, portanto, há exatos 26 anos.

Todas as fontes que nos auxiliaram a elaborar este Anuário Brasileiro de Siderurgia 2020 – passando por presidentes de entidades, empresários e autoridades de projeção com os quais conversamos – afirmam que o seu índice pessoal de confiança é muito alto para o ano em curso. Confiram essas afirmações nas entrevistas ao longo desta publicação.

No entanto, acabou-se a era de sentar na sua mesa de trabalho e esperar os pedidos entrarem. Hoje, o mercado está muito mais seletivo. Os impactos da transformação digital mudaram o ambiente em que vivemos. Ninguém mais na sociedade moderna consegue viver sem ter ao menos um telefone digital nas mãos para se comunicar. E o uso intensivo de aplicativos nos smartphones e tablets modificou de forma definitiva a forma como nos relacionamos, como compramos, como controlamos nossos negócios, nossas finanças etc.

O mesmo acontece com as organizações. Sem informação fácil e ágil, nenhuma empresa sobrevive nos tempos atuais. As inovações pedem passagem em todos os setores. O uso das novas técnicas de controle e gerenciamento nos leva a outro patamar, no qual iremos usar a tecnologia de forma apropriada e customizada para cada negócio. Só assim teremos condições de competitividade, com possibilidades de resultados eficientes.

Pelo 21º consecutivo, nossa contribuição está nesta edição do Anuário Brasileiro da Siderurgia, a mais moderna publicação da cadeia siderúrgica nacional. Só a coleção de entrevistas e projeções aqui apresentadas já seria suficiente para mensurar a importância dele. Mas há mais! Aqui você encontra lista de produtores de aço e seus perfis e o mais completo banco de dados da siderurgia brasileira, atualizado e pronto para servi-los, amigos leitores.

Desejamos a todos um fantástico “Ano Mágico”, com muito sucesso!

Boa leitura!!!

Henrique Isliker Pátria

Editor Responsável