SB_Mkt_Geral




COMO SE PASSARAM OS 20 ANOS DE NOSSA HISTÓRIA

Em meio a entusiasmo misturado com apreensão, no final de 1999 iniciamos um projeto em que acreditávamos muito, mas se constituía em uma incógnita, pois iríamos colocar em risco a nossa boa reputação profissional e pessoal, bem como a saúde financeira da recém-criada Grips Marketing e Negócios.

Esse projeto teve o nome inicial de GUIA DE COMPRAS DA SIDERURGIA BRASILEIRA, e nasceu de nossa experiência no setor de siderurgia, uma vez que identificamos que o mercado não apresentava nenhuma publicação ou referência na qual se pudesse encontrar, ordenados e organizados, os produtos no segmento como aços planos, não planos, inox, produtos trefilados, tubos e telhas, ou mesmo os prestadores de serviços como, por exemplo, corte & dobra, afiação de ferramentas, manutenção, assessorias diversas ou venda de insumos e produtos como motores, rolamentos, instrumentos de controle e medição utilizados na operação, beneficiamento e processamento de metais.

Com esse sonho na cabeça, muita disposição no coração, coragem para enfrentar os desafios e, naturalmente, com o espírito de empreendedor vibrando a mil por hora, partimos para a execução da difícil tarefa.

Os primeiros anúncios conquistados foram difíceis, pois naquele momento inicial, além da nossa boa vontade, contávamos somente com um excelente trabalho elaborado pelo nosso amigo e parceiro até os dias de hoje, André Siqueira, que conseguiu com a sua arte impecável, captar nossos sentimentos e transformar o nosso sonho em um “boneco” do primeiro Guia de Compras, que viríamos efetivamente publicar no ano 2000. Com esse layout nas mãos, partimos para a grande aventura que era convencer os primeiros anunciantes a acreditar em nossos projetos.

O sucesso desde a primeira edição foi estrondoso, e decidimos manter o mesmo titulo de “Guia de Compras” até o ano de 2015, quando o migramos para “Anuário Brasileiro da Siderurgia”, por ser um veículo mais dinâmico e completo, com nome e formato que mantemos até os dias atuais.

Ao longo desse período, muita “água passou embaixo da ponte”, mas reconhecemos que tivemos muito mais bons do que maus momentos. Vários profissionais se sucederam e nos ajudaram e continuam nos ajudando na construção desse produto. Por isso expressamos nossos agradecimentos a todos aqueles que fizeram e fazem parte dessa história.

É bem verdade que a realização de um anuário exige um trabalho importante de jornalismo e apuração. Como nos preocupamos sempre em apresentar o melhor possível, antes de um veiculo ser entregue a nossos fiéis leitores, nos desdobramos para realizar inúmeras pesquisas, seja no campo das reportagens e coleta de informações para a elaboração das matérias apresentadas, seja na busca de dados de utilidade para quem milita no setor.

Com o advento da internet, tudo ficou mais prático e fácil, pois se no primeiro momento mandávamos questionários pelo correio para preenchimento e devolução pelas empresas, a fim de que fossem posteriormente tabulados e ordenados, hoje, tal tarefa é realizada com apenas alguns cliques nos computadores, tablets ou até mesmo smartphones. Mas as grandes dificuldades não ficaram restritas à elaboração de cada uma das edições, uma vez que infelizmente, a política econômica brasileira – nada “prática e fácil” ao longo desses 20 anos – nos fez passar por situações muito difíceis de superar pois não foram poucos os momentos em que tivemos de “respirar fundo” para manter a chama acesa, garimpar fontes de onde pudéssemos buscar recursos financeiros para continuar editando nosso veículo.

Mas agora é hora de comemorar! E, com muito orgulho, olhamos para trás e vemos a obra construída. Sem falso moralismo e sem falsa modéstia, temos a história da siderurgia brasileira registrada e mostrada na coleção de nossas publicações, a Revista Siderurgia Brasil e Anuário Brasileiro da Siderurgia ao longo destes vinte anos.

Cabe aqui apresentar nossos agradecimentos a muita gente que esteve conosco durante todo esse período. Mas é na pessoa da Glória, diretora executiva da Grips durante todo este período, que externo meus agradecimentos e ela representará todos aqueles que nos ajudaram a construir o Anuário Brasileiro da Siderurgia, colocando tijolinho por tijolinho nessa sólida muralha que temos hoje.

Muito obrigado!

Henrique Pátria