A era dos robôs e a expectativa da Indústria 4.0

A maior feira do setor metal mecânico, confirmou a expectativa e recebeu grande público interessado nas novidades do setor.

Segundo seus organizadores, com sucesso acima do esperado, realizou-se em São Paulo no período de 07 a 11 de maio a Expomafe 2019 – Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial. A revista Siderurgia Brasil da Grips Editora esteve presente ao evento e acompanhou tudo de perto.

Segundo João Marchesan, presidente do Conselho de Administração da Abimaq. “A feira deu aos empresários uma visão de tudo o que eles precisam para reduzir custos, ganhar produtividade e competitividade num cenário de reaquecimento da economia”.

A Abimaq – A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, patrocinadora do evento, que representa mais de 7.800 empresas dos mais diferentes segmentos, fabricantes de bens de capital mecânico, cujo desempenho tem impacto direto sobre os demais setores produtivos nacionais e está estruturada nacionalmente com a sede em São Paulo, nove regionais e um Escritório Político em Brasília, acredita que eventos desta natureza contribuem diretamente para a retomada do cenário econômico, por gerar muitos novos negócios.

A Informa Exhibitions, divisão de exposições globais da Informa PLC, grupo líder internacional de serviços e informações entre empresas que opera em mais de 30 países, foi a organizadora do evento.

Expomafe 2019 confirmou a retomada da confiança e dos investimentos pela indústria brasileira. Negócios realizados durante os cinco dias da feira mostraram que fabricantes reconhecem o bom momento para modernizar suas plantas adquirindo equipamentos com mais tecnologia, que irão gerar melhor produtividade e colocar tais empresas em pé de competitividade no mercado.

Consolidada como a maior feira do seu segmento na América Latina o evento atraiu mais de 55 mil visitantes profissionais nacionais e internacionais. A feira aconteceu num momento oportuno e atendeu a necessidade da indústria nacional continuar modernizando seu parque depois de anos de represamento dos investimentos.

Os números da Abimaq revelam que os primeiros movimentos neste sentido já puderam ser sentidos no início deste ano, pois a receita líquida da indústria de máquinas e equipamentos cresceu 6% no primeiro trimestre, na comparação com mesmo período de 2018. “Para reaquecer a economia precisa haver investimento. Nosso parque está desatualizado e na Expomafe os industriais encontraram o que há de mais moderno em tecnologia e inovação”, avalia João Marchesan.

Já José Velloso, presidente-executivo da Abimaq, destacou o alto grau tecnológico dos produtos e soluções apresentados pelas empresas expositoras. “A cada quadra da Expomafe o visitante encontrou algum tipo de inovação. Tudo que se vê nas grandes feiras internacionais do setor pôde ser visto aqui também. A feira é hoje uma referência em tecnologia industrial na Information Classification: General tanto o demonstrador quanto os expositores mostraram aos visitantes que a Indústria 4.0 não precisa ser implantada toda de uma vez. A feira ofereceu soluções para pequenas empresas que querem dar os primeiros passos nesta direção e mesmo àquelas maiores que desejam migrar por etapas para a indústria digital”.

 Para estreitar as relações entre a indústria brasileira e os fornecedores internacionais de tecnologia, a mostra contou com a presença de 40 empresas expositoras de nove países: Alemanha, China, Coréia, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão e República Tcheca. As empresas norte-americanas apresentaram suas soluções em tecnologias de usinagem em um pavilhão exclusivo promovido pela AMT Brasil, braço brasileiro da AMT USA (The Association for Manufacturing Technology). As associadas da AMT que participaram do US Pavilion tomaram a decisão de vender, suportar e servir produtos de alta qualidade para o mercado nacional, visando estabelecer presença definitiva por aqui.

No Projeto Comprador foi apresentada a 2ª Rodada Internacional de Negócios, com a realização de reuniões entre os compradores internacionais, e as 25 fabricantes brasileiras do setor, nos dias 8 e 9, e resultaram em US$ 6.577 milhões, em negócios fechados e futuros para os doze meses seguintes. Esse valor representa crescimento de 8% em relação à primeira edição da Rodada Internacional de Negócios, acontecida na Expomafe de 2017. Para esta edição, vieram compradores do Chile, Colômbia, México, Peru, Quênia e Turquia. Esta ação de promoção comercial, que tem como objetivo principal, potencializar o contato e as negociações entre fabricantes brasileiros do setor, com importadores dos mais diversos países, e é organizada pelo Programa Brazil Machinery Solutions, resultado da parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil e a Abimaq.

Durante a Expomafe 2019, o Programa BMS também realizou o Projeto Imagem, que promove e divulga a indústria brasileira de máquinas e equipamentos ao mercado internacional, por meio de visitas de jornalistas, formadores de opinião e especialistas ao Brasil para conhecer o setor. Nesta edição, recebeu profissionais do grupo de comunicação Vanguardia Industrial, do México, e da Metalworking, da África do Sul. A ação é viabilizada pela Apex-Brasil, em parceria com a Abimaq. As visitas são planejadas em conjunto com os organizadores da feira e levam em conta os interesses e destaque dos produtos brasileiros do setor nos diversos mercados dos países convidados. Marco Basso, presidente da Informa Exhibitions, reforça que a Expomafe é a feira que tem a maior oferta de tecnologia industrial na América Latina. “É uma feira para quem é apaixonado pela tecnologia”. Para o executivo, o sucesso da feira é o sucesso de seus expositores.

Presidente da Comissão Organizadora e representante dos expositores junto aos organizadores, Mauricio Lopes credita que o sucesso da Expomafe 2019 e à conscientização por parte dos industriais quanto à necessidade de crescimento tecnológico em busca de maior produtividade. “Neste sentido, a feira reuniu os principais fornecedores de tecnologia do mundo em automação industrial, máquinas-ferramenta, solda, medição e muito mais. Aqui, o empresário visitante, conhecedor de suas necessidades, teve uma visão clara de como e onde ele deve focar seus investimentos”,

No decorrer da Expomafe, realizamos inúmeras visitas a empresas expositoras e recebemos em nosso stand um grande publico. As nossas impressões são que o mercado em geral está muito mais otimista e com excelentes expectativas em relação a novos negócios. Vários empresários nos relataram que deste o último trimestre do ano passado houve um crescimento econômico em suas atividades e o número de pedidos em carteira cresceu praticamente em todas as atividades pesquisadas.

O que muito nos surpreendeu foi o elevado número de robôs montados nas dependências da Expomafe. Praticamente nenhum quadrante da feira ficou sem dois ou três equipamentos ultramodernos, demonstrando que podem fazer qualquer tipo de operação. O que ouvimos de muitos especialistas é que os robôs, já são uma realidade na maioria dos países do mundo e certamente o Brasil que já possuiu um determinado número deste equipamento em operação tende a aumentar exponencialmente o seu uso , no momento em que houver a retomada dos investimentos.

A maioria das empresas desengavetou projetos que haviam sido deixados de lado em algumas atividades, principalmente a indústria automotiva em pleno processo de recuperação tem trazido novo alento aos negócios.

Também me surpreendeu o interesse causado nestas diversas atividades como a Rodada de Negócios, pois a real possibilidade de negócios com empresas estrangeiras foi um dos destaques. Precisamos nos voltar para o exterior e colocar mais produtos brasileiros com maior valor agregado em nossa pauta de exportações.

Há uma indagação no ar, que se refere a conclusão das reformas no âmbito governamental. Apesar das empresas estarem se esforçando para consolidar suas marcas, a chegada de novos investimentos está muito associada a esta consolidação que o Brasil espera com ansiedade.

Em conversa com nosso tradicional cliente Aços Favorit, soubemos que a empresa que tem sede em Cachoeirinha no Rio Grande do Sul e filial em Itupeva no interior de São Paulo, região de Campinas, cumpriu as suas metas e recebeu um grande numero de clientes tradicionais e manteve muitos contatos com novos clientes. Segundo Humberto Fritsch, diretor da empresa, o seu grande e selecionado estoque de aços ferramenta, aços de construção mecânica e vários outras especialidades tem sido fundamental para a empresa manter muita agilidade na entrega de produtos e se manter na liderança no mercado em que atua. Segundo ele há pedidos em que o cliente solicita o produto para ainda hoje ou daqui a algumas horas e temos de ter condições de atendê-lo.

A Expomafe abriu muitas e novas janelas e acreditamos que os resultados em pequeno espaço de tempo estarão acontecendo, confirmando os bons fluidos emanados deste acontecimento.