Fonte alternativa de energia, além de oferecer serviços com baixo custo, ajuda o meio ambiente.

Instalada e operada pela ENC Energy Brasil, foi instalada no município de Rosário, no Maranhão a primeira usina de geração de energia a partir do biogás proveniente da decomposição do lixo orgânico nos aterros. O empreendimento contou com investimentos de R$ 12 milhões, tem dois motores e capacidade de geração de 2MW/H. O projeto tem foco no mercado de geração distribuída, para consumidores de média e baixa tensão.

SB 1910 residuos 02

Irão se beneficiar deste empreendimento principalmente as pequenas e médias empresas, do comércio, setor de serviços ou pequenas indústrias, que podem ter acesso a energia a um custo menor. “É com grande satisfação que iniciamos a operação da primeira usina de energia a biogás no Estado do Maranhão, contribuindo para o desenvolvimento das pequenas e médias empresas. Estamos investindo no mercado de Geração Distribuída em todo o Brasil, apresentando mais uma fonte de energia limpa, renovável e econômica para o médio e pequenos consumidores”, afirma Roberto Nakagome, presidente da companhia.

O biogás é uma mistura de gás metano e gás carbônico, com pequenas quantidades de gás sulfídrico e umidade, gerado a partir da decomposição dos resíduos orgânicos na ausência do oxigênio. Transformar esse gás em energia é um benefício para o meio ambiente, uma vez que há redução dos níveis de metano e gás carbônico nos aterros, além de uma melhora no cheiro do local. Como as usinas retiram os gases do aterro, elas também geram crédito de carbono, que pode ser vendido para empresas que são grandes geradoras de gás carbônico.

SB 1910 residuos 00

 A ENC Brasil, gestora do atual projeto foi criada em 2012, e é a subsidiária brasileira da ENC Energy tem como acionistas a empresa portuguesa ENC Energy e o fundo GEF Capital Partners. A empresa já atua no Maranhão, Minas Gerais e no Rio de Janeiro, e deve iniciar a operação em Pernambuco em novembro deste ano. Ao todo, foram investidos R$ 50 milhões em nove usinas nessas localidades.

Fonte: Bianca Neves e Bruna Visconde (11) 5102.3999 e (11) 97135-9085