Com a realização e organização pelo ICZ e patrocínio da Nexa foi realizada no ultimo dia 10 de setembro a premiação da 4ª edição do prêmio Brasil Galvanizado.

Além dos prêmios recebidos os vencedores adquiriram o direito de concorrer na versão mundial do prêmio Global Galvanizing Awards 2021, que será realizado na Itália.

O prêmio Brasil Galvanizado foi idealizado pelo ICZ (Instituto de Metais não Ferrosos) para contemplar os projetos de todas as regiões brasileiras comprometidos com sustentabilidade, durabilidade e inovação na galvanização.

Na versão 2019 concorreram 39 obras concluídas de junho de 2017 a agosto deste ano que foram inscritas em três categorias: Construção e Arquitetura, Industrial e Novas Aplicações. Houve ainda, a categoria Obra Emblemática, cujo ganhador foi escolhido entre todas as obras inscritas.

SB 191004 galavanizacao 02

A premiação ocorreu no final do III Work Shop de Galvanização a Fogo -- Experiências e Aplicações, realizado pela Abraco – Associação Brasileira de Corrosão, em conjunto com o IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo e o ICZ – Instituto de Metais não Ferrosos. O evento foi realizado na sede do IPT, no Auditório da Bionano - Prédio 50. Cidade Universitária – São Paulo.

“É uma grande honra para nós organizar e promover o Prêmio Brasil Galvanizado. A cada ano este evento vem se consolidando fortemente com a participação de todos os elos da cadeia de galvanização reunidos em um só local. O objetivo da premiação é reconhecer os profissionais que utilizam a galvanização por imersão a quente em suas obras, garantindo um futuro sustentável para o nosso país”, afirma Daniele Albagli, presidente do ICZ e gerente-geral de marketing e desenvolvimento de mercado global da Nexa Resources.

SB 191004 galavanizacao 03

Segundo os organizadores o grande prêmio da noite, de Obra Emblemática, foi entregue ao restaurante Mangai, localizado em Natal (RN) e galvanizado pela Galvanisa. A obra foi escolhida por um jurado internacional, o diretor da EGGA (European General Galvanizers Association), Murray Cook. Também foi finalista nesta categoria o projeto da Vila Terraço, da Brafer Construções Metálicas.

A mesma obra do restaurante Mangai foi também agraciado na categoria Construção e Arquitetura, que na votação final concorreu com o Clube Tamboré Jaguariúna, da Ztec Galvanização, e do Edifício Corporate Eugenio Casillo, da Galvanização Betel.

Já na categoria Industrial, o vencedor foi o Galpão de Compostagem CSJ da BBosch, que integrava o grupo de finalistas com a Fazenda Progresso e a Unoeste, ambos da Ztec Galvanização.

E também na categoria mais inusitada da noite, de Novas Aplicações, ganhou a galvanização de toboáguas AquaDream, da BBosch. Também estavam na disputa os projetos do Trem do Romeiro (Galvanização Beretta) e do veículo lançador de esterco LEC (BBosch).

O Prêmio Brasil Galvanizado reconhece o uso transformador do aço galvanizado desde 2012, quando ocorreu a sua primeira edição e neste ano teve como patrocinadora a Nexa Resources e como apoiadores a IZA (International Zinc Association), ABCEM (Associação Brasileira da Construção Metálica), a ABTS (Associação Brasileira de Tratamentos de Superfície), o Instituto Aço Brasil, o CBCA (Centro Brasileiro da Construção em Aço), a EGGA (European General Galvanizers Association), W. Pilling e K.D.Feddersen e o apoio de mídia da revista Siderurgia Brasil.