SB_Mkt_Geral




Nota de avaliação internacional confirma retomada da boa fase

Segundo dados divulgados pela empresa que tem sede em Belo Horizonte e a sua principal usina localizada Ipatinga também no território mineiro, após  ter sua nota de crédito elevada, em janeiro, pela Agência de Avaliação Moody’s, a Usiminas recebeu nova avaliação, dessa vez por parte da Standard and Poors, outra agência de respeito internacional, que anunciou a manutenção do rating da empresa como B e perspectiva positiva. Segundo a agência global de classificação de riscos, depois de dois trimestres com margens voláteis em função, entre outros fatores, da fraca demanda do mercado doméstico, a expectativa da agência com relação à Usiminas é de recuperação gradual das margens nos próximos trimestres, devido ao aumento de preços, ao mix melhor na siderurgia e aos maiores preços do minério de ferro, “o que suportará um novo ciclo de investimentos”.

Entre os grandes investimentos previstos pela companhia para 2019 estão a reforma do Alto Forno 3, da Usina de Ipatinga, e a implantação do projeto de disposição de rejeitos a seco na Mineração Usiminas (Musa).